Vamos comemorar Purim juntos?

Nos dias 13 e 14 de Adar, (esse ano dias 25 e 26 de fevereiro), celebramos Purim. Essa festa lembra o milagre que D'us realizou por nós nos dias de Mordechai e Esther, ao salvar o povo judeu do ímpio Haman.


Você já deve ter escutado a história de Purim, certo?

Na cidade de Shushan, na Pérsia, existia um rei chamado Achashverosh.

Ao seu lado rondava sempre seu conselheiro Haman, homem perverso e que nutria um ódio mortal aos judeus. Era tão cruel, que certa vez bastou a rainha Vashti ser chamada a presença do rei, e por ter se negado, o rei mandou matá-la por sugestão de Haman.


Mas é aqui que começa nossa história...o ano era 3394 do calendário judaico.

Em todos os países procuraram uma nova esposa para substituir Vashti convocando e obrigando através de decreto, a presença de todas as moças ao palácio.


Mordechai, um judeu temente a D'us e grande mestre de Torá que ensinava crianças judias a também cumprirem com amor e temor suas "missões" (as mitsvot, preceitos da Torá) não teve escolha senão mandar também sua sobrinha órfã a quem cuidava, ao palácio real, pedindo para que ocultasse sua verdadeira identidade judaica. Ela encantou a todos, e foi escolhida pelo Rei Achashverosh.

Haman estava colocando em prática seus planos malignos. Começou a incitar o rei a perseguir e eliminar todos os judeus, homens, mulheres, idosos e crianças de seu reino.

Mordechai acabou descobrindo os planos de Haman e conta a Ester para que juntos possam fazer algo. Ambos começam a jejuar e convocam todo o povo a fazer o mesmo para serem salvos deste terrível decreto.

Ester, a preferida do rei a quem ele oferecia metade de seus tesouros e reinado, convidou o rei e Haman a um banquete quando então revelou ao rei sua verdadeira origem e o temor de ver realizado o decreto do cruel Haman sobre seu povo.


Haman nutria um indisfarçável ódio por Mordechai, pois este jamais havia se curvado a ele. Pretendia enforcar Mordechai, mas acabou ele próprio morrendo na forca, a mando do Rei Achashverosh. O rei reconheceu a fidelidade de Mordechai que o havia salvo anteriormente de uma conspiração de dois súditos para matá-lo.


Aqui estão algumas curiosidades de Purim:


> Purim significa “sorteio”. Haman lançou sorte para escolher a data para matar todos os judeus. Ele escolheu Adar, o mês durante o qual Moisés faleceu, pensando que seria um mês de "azar" para nós. Mas, o que Haman não sabia é que Moisés também nasceu em Adar, e esse mês acabou sendo um mês de sorte para nós e azar para Haman!


> Em Purim, costumamos comer Oznei Haman ou Hamantaschen em idish, uns biscoitos em forma triangular com recheios variados. Alguns dizem que os biscoitos têm o formato do chapéu de três pontas que Haman usava. Outros dizem que os 3 cantos lembram o mérito de Abraão, Isaac e Jacó.


> Em Purim, é costume usar fantasias para lembrar o fato de que Ester escondeu sua identidade judaica do rei Achashverosh. Também fazemos barulho quando ouvimos o nome de Haman lido na Meguilá.


E as 4 principais mitzvot de Purim:


> Ouvir a Meguilá de Ester, onde está toda história de Purim

> Fazer uma refeição festiva como o grande banquete

> Dar Mishloach Manot

> Fazer tzedacá, uma doação à uma instituição ou à alguém que precise


Que tal fazer sua própria máscara? Salve a imagem e enfeite como quiser!


Purim Sameach!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo