O que dizer sobre o impacto das mídias sociais na educação?

Não podemos negar que as mídias sociais são hoje a maior fonte de informações e entretenimento das crianças e adolescentes.


Sim, isso mesmo, muitos deles preferem ficar no celular, video game, instagram, facebook ao invés de brincar ao ar livre, parques etc.


Ao mesmo tempo em que apontam para novos caminhos, as mídias sociais trazem novas questões e incertezas para a formação dos alunos e professores..



Educação e Mídia

Atualmente a educação conta com o auxílio de outras ciências que valorizam seu poder de interação e abrangência entre educadores e educandos. E a comunicação pode ser uma aliada perfeita da educação contemporânea. Surge, então, a Educomunicação, nova ciência de nosso tempo, em que se educa com os recursos da comunicação e suas várias linguagens – as mídias digitais, o rádio, o cinema, os documentários e a fotografia.


Um artigo da revista Comunicação & Educação propõe um debate sobre as questões que afetam a educação hoje, em consequência dos impactos das mídias digitais em um "contexto de permanente conexão com o processo de ensino-aprendizagem", afirmam os autores Lucilene Cury e Marciel Consani. Os pesquisadores colocam em pauta as demandas e os desafios da Educação a Distância, a chamada EaD, que se mostram os mesmos a afetarem a educação de forma abrangente.



Educação a distância X Educação em geral

Segundo Lucilene Cury e Marciel Consani Educação a Distância (EaD) não se diferencia da educação em geral quanto às demandas e aos desafios, apresentando como ela contribui para o desenvolvimento de um processo educacional realmente efetivo. É preciso, segundo eles, fortalecer a aliança entre avanço tecnológico e qualidade de ensino, na proposta da incrementação de políticas públicas que viabilizem a educação de qualidade e inclusiva. Esse olhar "educomunicativo" apresenta também a necessidade de enxergar a Educação e a EaD como diferentes instâncias de um mesmo processo.


Atualmente, a diferença entre a EaD e o ensino realizado nas escolas não é tão grande, pois o conceito de distância não é mais o mesmo, tendo em vista o alcance das chamadas cidades globais, conectadas entre si, superando as distâncias.


Como fica o desafio de educar?

Concluindo, Lucilene Cury e Marciel Consani questionam: "Como ficamos nós, os educadores, diante do desafio de educar hoje?". A sugestão é a proposta de uma educação inter ou transdisciplinar, "sem, no entanto, que se abra mão do saber próprio de cada especialidade", sem que se esqueça da complexidade tanto do processo educativo quanto dos protagonistas do mesmo: os alunos; por isso, é preciso que as mídias digitais desempenhem seus papéis cabíveis: auxiliares do processo educativo. A história irá determinar as "necessidades intelectuais e de demais habilidades cognitivas dos educandos a serem desenvolvidas pelos educadores", priorizando-se, sempre, a complexa rede das relações humanas.



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo